SEO na Prática: Lições de um Autodidata

Como aprendi SEO e me mantenho atualizado sobre tudo que acontece no universo de search engine optimisation e marketing de conteúdo.

Minha trajetória como SEO começou em 2006 por intermédio do meu atual sócio na Hedgehog Digital, Alan Spurgeon. Na época Alan era o CEO da THUK, agência de SEO onde iniciei minha carreira em Marketing Digital.

Na época eu morava na Espanha e trabalha de garçom em um gastro pub inglês chamado Oliver’s. Assim como nós brasileiros os ingleses são apaixonados por futebol e Alan não perdia um jogo do seu time de coração, o Arsenal.

Foi durante as partidas que começamos nossa amizade e as conversas sobre search engine optimisation (SEO e sim, com S, pois no inglês Britânico não se utiliza o Z). Então, ele estava lançando o site Footy Boots, um blog especializado em chuteiras, no qual eu sou um dos autores até hoje.

Como tudo começou

Meus primeiros passos em SEO foram como link builder. Lá trás em 2007, técnicas como cadastrar o site em diretórios, article marketing e comentários em fóruns eram as mais usadas para conquistar links para nossos clientes.

Basicamente, meu dia se resumia entre analisar os links dos concorrentes que estavam nas primeiras três posições para as palavras-chave que estamos otimizando os sites de nossos clientes, analisar seus backlinks e definir estratégias.

Tais estratégias se resumiam em cadastrar o site dos clientes em diretórios e me cadastrar em fóruns no intuito de deixar um comentário com aquele link maroto.

Não demorou muito para me entediar com aquele trabalho maçante e perceber que aqueles links não agregavam valor algum para os sites de nossos clientes. Foi então que comecei a me aventurar com article marketing.

Apesar de tal técnica também estar extinta, ela serviu como base para a forma como eu e minha equipe trabalhamos com link building nos dias de hoje.

Do link building, passei a me aventurar em On-page SEO . Primeiro com a parte técnica e depois com a otimização de páginas até chegar no marketing de conteúdo, um dos pilares do SEO nos dias de hoje.

A Evolução: Uma metamorfose ambulante (Raul Seixas)

Eu nunca tive muita paciência para ficar sentando em uma sala de aula escutando o que os professores tinham para ensinar, sempre gostei de aprender as coisas da minha maneira, preferia pegar a matéria e estudar em casa no meu tempo.

É claro que sempre recorria aos mentores para tirar dúvidas e obter melhores esclarecimentos sobre determinados tópicos.

Esse mania autodidata foi a grande responsável pela minha evolução em SEO. Desde o início eu não me contentava em apenas cadastrar sites em diretórios, eu queria fazer mais para meus clientes . Foi então que comecei a pesquisar e a seguir os verdadeiros Experts (achou que eu ia falar guru né?) nos quais me espelho até hoje.

Profissionais com Rand Fishkin da Moz, Eric Enge da Stone Temple Consulting, o finado Eric Ward Mestre Jedi do Link Building, Barry Schwartz do SEO Round Table, Dany Sullivan criador do Search Engine Land que recentemente passou para o lado negro da força entre muitos outros que continuo seguindo.

Desde 2017 minha rotina diária consiste em dedicar pelo menos uma hora para ler artigos e publicações relacionadas a SEO. Digo publicações pois estou sempre atento aos conteúdos do Research at Google e as patentes que o buscador registra com certa frequência.

Falando em patentes e para quem é nerd quando o assunto é Google, recomendo o blog SEO by the SEA do Bill Slawski.

Além da constante busca pelo conhecimento a prática também teve papel importante no meu processo evolutivo.

Eu nunca tive medo de testar e propor coisas novas para meus clientes, salvo que tais estratégias estivessem sempre dentro do “White Hat SEO”, termo que eu abomino mas achei pertinente utiliza-lo por razões de contextualização.

Não sei ao certo quem cunhou a frase “Teoria não é nada sem prática”, mas ela é extremamente relevante para search engine optimisation.

Muitos consultores e agências de SEO costumam não assumir as implementações. Desde o princípio eu sempre, quando possível, fiz o contrário.

Quem trabalha ou já trabalhou comigo sabe que eu prefiro realizar as implementações, sejam elas técnicas ou de conteúdo. Só assim, eu posso garantir que o trabalho ficará 100% e trará os resultados esperados.

Mesmo em clientes onde não é possível ter acesso ao código ou à plataforma procuro criar maneiras para que minha equipe possa implementar as otimizações propostas.

Seja por meio de sincronizadores de versões como GitHub ou documentos de apoio com o detalhamento exato do que preciso ser feito.

Nos dias de Hoje

Atualmente continuo dedicando boa parte do meu tempo aos estudos e pesquisas, mas também tenho me envolvido bastante com os processo operacionais, uma das minhas fascinações.

Tenho a mania de criar checklist para praticamente todas as tarefas, de checklist para pesquisa de palavras-chaves até para análise de logs de servidor.

Como estou começando a me aventurar com Growth Hacking tenho entendido que ter processos bem definidos é um dos 6 conceitos básicos para que uma empresa cresça exponencialmente.

Seja por meio de estudos e pesquisas ou aplicações práticas estou sempre buscando aprimorar meus conhecimentos para um dia ser reconhecido como um dos grandes experts de SEO no Brasil e no Mundo.

Aprendizados

Desde o início eu sempre procurei fazer o melhor que podia e aprender o máximo possível. Utilizando um termo que cunhei na live sobre SEO para WordPress realizada com meu grande amigo Leandro Vieira, “o Avançado é Básico”, não adianta você querer falar de crawl budget se não sabe fazer uma pesquisa de palavras-chave.

Infelizmente hoje o Marketing Digital está repleto de pseudo Gurus que disseminam uma avalanche de informações sem fundamentos. Isso ocorre porque tais auto denominados experts não dominam ou se quer conhecem os fundamentos da profissão que exercem.

É por isso que eu estou sempre revendo os conceitos básicos de SEO e todo mundo que começa a trabalhar comigo passa pela mesma rotina, independente do nível de conhecimento.

Link builders vão passar um bom tempo analisando links dos concorrentes. Analistas on-page vão dedicar boa parte do tempo em refinar a forma como fazem pesquisas de palavras-chave. Programadores vão apurar seus conhecimentos e técnicas básicas de programação com base nas diretrizes do Google.

Conclusão

Em suma, se você quer se tornar um expert tem que dominar o básico e ser um profissional extremamente disciplinado.

Uma das frases que melhor definem tudo que acabei de relatar é do do ex-jogador de futebol americano Pat Tillman que deixou o esporte para se alistar ao exército americano em 2002 devido aos ataques de 11 de Setembro.

“Disciplina é a ponte que liga nossos sonhos às nossas realizações” – Pat Tillman

É por isso que estou finalmente lançamento meu blog. Pretendo continuar compartilhando meus conhecimentos, aprendizados e erros para equalizar o conhecimento em SEO no país e desmistificar conceitos disseminados incorretamente no segmento.

Bem vindo ao SEOBAZON.com, um blog de SEO com uma pegada de empreendedorismo e claro, marketing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.